Heavenly Heavenly !..

A verdade? A verdade não é religião e não é o que fundamenta a ética, por sua vez imbuída de conceitualizações, justas e injustas. E sim, é verdade que o Altíssimo Senhor Deus, em Cristo Jesus, pelo Espírito do SENHOR, não tem nenhum vínculo com religião alguma, tampouco com o ecumenismo e a paz mundial que muitas pessoas pensam estar construindo. A verdade não é religião, tampouco a religião é a união pelo amor da verdade. Ao contrário, é a união pelo amor da mentira. As comprovações desta verdade? Todas as injustiças com suas inverdades. .◦◦◦ ◦ ◦ ◦::.

Translate

Estudo do Apocalipse [texto 079] Os dois sentidos da Grande Tribulação O arcanjo A salvação da alma

..... ◦ ◦ ◦  ◦ ◦◦ ◦ 

ESTUDO DO APOCALIPSE   Os dois sentidos da Grande Tribulação   _ texto 079




Assim como naquele tempo o Senhor Deus já havia preparado um lugar no deserto para o Seu povo, onde o protegeu e o sustentou com água, maná e carne durante quarenta anos, também entendemos que acontecerá com aqueles que vierem a crer no Senhor Jesus durante a Grande Tribulação:

"Houve peleja no céu. Miguel e os seus anjos pelejaram contra o dragão. Também pelejaram o dragão e seus anjos; todavia, não prevaleceram; nem mais se achou no céu o lugar deles. E foi expulso o grande dragão,a antiga serpente, que se chama diabo e Satanás, o sedutor de todo o mundo, sim, foi atirado para a terra, e, com ele, os seus anjos." Apocalipse 12.7-9.
Tudo indica que essa guerra no Céu tem dois sentidos: o primeiro parece apontar para a queda original de Lúcifer, quando da sua rebelião contra Deus. Ele tentou ser igual a Deus quanto à autoridade no governo dos Céus.
E daí veio a sua queda, juntamente com a terça parte dos anjos que aderiram a esta rebelião, razão pela qual o apóstolo diz: "A sua cauda arrastava a terça parte das estrelas do céu, as quais lançou para a terra..."(Apocalipse 12.4). Também o profeta Isaías fala a respeito desta rebelião:

"Como caíste do céu, ó estrela da manhã, filho da alva! Como foste lançado por terra, tu que debilitavas as nações! Tu dizias no teu coração: Eu subirei ao céu; acima das estrelas de Deus exaltarei o meu trono e no monte da congregação me assentarei, nas extremidades do Norte; subirei acima das mais altas nuvens e serei semelhante ao Altíssimo." Isaías 14.12-14.
Temos ainda o profeta Ezequiel, que falando a respeito do mesmo assunto, e da figura do rei de Tiro, assim escreveu:

"Filho do homem, levanta uma lamentação contra o rei de Tiro e dize-lhe: Assim diz o Senhor Deus: Tu és o sinete da perfeição, cheio de sabedoria e formosura. Estavas no Éden, jardim de Deus; de todas as pedras preciosas te cobrias: o sárdio, o topázio, o diamante, o berilo, o ônix, o jaspe, a safira, o carbúnculo e a esmeralda; de ouro se te fizeram os engastes e os ornamentos; no dia em que foste criado, foram eles preparados. Tu eras querubim da guarda ungido, e te estabeleci; permanecias no monte santo de Deus, no brilho das pedras andavas.
Perfeito eras nos teus caminhos, desde o dia em que foste criado até que se achou iniquidade em ti. Na multiplicação do teu comércio, se encheu o teu interior de violência, e pecaste; pelo que te lançarei, profanado, fora do monte de Deus e te farei perecer, ó querubim da guarda, em meio ao brilho das pedras. Elevou-se o teu coração por causa da tua formosura, corrompeste a tua sabedoria por causa do teu resplendor; lancei-te por terra, diante dos reis te pus, para que te contemplem. Pela multidão das tuas iniquidades, pela injustiça do teu comércio, profanaste os teus santuários; eu, pois, fiz sair do meio de ti um fogo, que te consumiu, e te reduzi a cinzas sobre aterra, aos olhos de todos os que te contemplam. Todos os que te conhecem entre os povos estão espantados de ti; vens a ser objeto de espanto e jamais subsistirás." Ezequiel 28.12-19.
O segundo sentido parece indicar que a primeira grande derrota de Lúcifer e a sua expulsão do Céu não resolveram o problema totalmente. Ou melhor, apenas no Céu, porém não na Terra.
Daí a razão de o próprio Filho de Deus ter vindo a este mundo, para derrotar Satanás aqui mesmo na Terra, e definitivamente! E por ter João ouvido uma grande voz do Céu, proclamando:


"Então, ouvi grande voz do céu, proclamando: Agora, veio a salvação, o poder, o reino do nosso Deus e a autoridade do Seu Cristo, pois foi expulso o acusador de nossos irmãos, o mesmo que os acusa de dia e de noite, diante do nosso Deus." Apocalipse 12.10.

E a mesma voz celestial, apontando para os que aceitaram o Senhor Jesus como Único Senhor e Salvador, afirma: "Eles, pois, o venceram por causa do sangue do Cordeiro e por causa da palavra do testemunho que deram e, mesmo em face da morte, não amaram a própria vida" (Apocalipse 12.11).


O arcanjo


Os verdadeiros seguidores do Senhor Jesus também venceram o diabo, através do sangue do Cordeiro de Deus e da Palavra de Deus que confessaram no mundo.
Significa dizer que Satanás foi vencido no céu pelo arcanjo Miguel, e na Terra pelo Senhor Jesus Cristo e também pelos Seus seguidores. Este céu onde a peleja foi ganha pelo arcanjo Miguel não é o lugar do trono de Deus, mas sim o céu cósmico, durante a segunda metade da Grande Tribulação.
É interessante como o arcanjo Miguel sempre aparece em se tratando do plano da Salvação. O profeta Daniel faz referência a ele como o grande príncipe e o defensor dos filhos de Israel:

"Nesse tempo, se levantará Miguel, o grande príncipe, o defensor dos filhos do teu povo, e haverá tempo de angústia, qual nunca houve, desde que houve nação até àquele tempo; mas, naquele tempo, será salvo o teu povo, todo aquele que for achado inscrito no livro." Daniel 12.1.
O nome Miguel significa "quem é como Deus?". Ele é o único anjo, em toda a Bíblia, chamado de arcanjo. Também entrou em cena quando Daniel pranteou, jejuou e orou durante três semanas pela restauração e volta de Israel do cativeiro.
Naquela ocasião, um outro príncipe angélico lutou para chegar até Daniel, a fim de tentar fazer retroceder o principado da Pérsia. Quando aquele anjo finalmente chegou a Daniel, disse-lhe:

"...Não temas, Daniel, porque, desde o primeiro dia em que aplicaste o coração a compreender e a humilhar-te perante o teu Deus, foram ouvidas as tuas palavras; e, por causa das tuas palavras, é que eu vim. Mas o príncipe do reino da Pérsia me resistiu por vinte e um dias; porém Miguel, um dos primeiros príncipes, veio para ajudar-me, e eu obtive vitória sobre os reis da Pérsia.

Agora, vim para fazer-te entender o que há de suceder ao teu povo nos últimos dias; porque a visão se refere a dias ainda distantes. Ao falar ele comigo estas palavras, dirigi o olhar para a terra e calei. E eis que uma como semelhança dos filhos dos homens me tocou os lábios; então, passei a falar e disse àquele que estava diante de mim: meu senhor, por causa da visão me sobrevieram dores, e não me ficou força alguma.
Como, pois, pode o servo do meu senhor falar com o meu senhor? Porque, quanto a mim, não me resta já força alguma, nem fôlego ficou em mim. Então, me tornou a tocar Aquele semelhante a um homem e me fortaleceu; e disse: Não temas, homem muito amado! Paz seja contigo! Sê forte, sê forte. Ao falar Ele comigo, fiquei fortalecido e disse: fala, meu senhor, pois me fortaleceste.
E ele disse: Sabes por que Eu vim a ti? Eu tornarei a pelejar contra o príncipe dos persas; e, saindo Eu, eis que virá o príncipe da Grécia. Mas Eu te declararei o que está expresso na escritura da verdade; e ninguém há que esteja ao Meu lado contra aqueles, a não ser Miguel, vosso príncipe." Daniel 10.12-21
Portanto, o arcanjo Miguel aparece novamente defendendo Israel. Podemos ver aí um maravilhoso paralelo, pois, no momento do arrebatamento, o Senhor Jesus virá nas nuvens do céu com a última trombeta e com a voz do arcanjo.

Isso significa que imediatamente Miguel começa a agir e inicia a peleja no céu. Donde se conclui que esta peleja já começa no início da Grande Tribulação, ou seja, no início dos sete anos, atingindo o seu clímax no início da segunda metade da tribulação.
A verdade é que Satanás tinha a sua cólera dirigida contra a descendência da mulher, não contra a mulher que simboliza Israel. E a descendência da mulher é a Igreja do Senhor Jesus, que hoje se encontra em uma luta renhida contra as forças das trevas nos lugares celestiais, pois estas ainda não foram expulsas de lá. Vejamos o que o Espírito Santo ensina por intermédio de Paulo:

"porque a nossa luta não é contra o sangue e a carne, e sim contra os principados e potestades, contra os dominadores deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal, nas regiões celestes." Efésios 6.12.


A salvação da alma 


Depois que o arcanjo Miguel e os seus anjos expulsarem o dragão e os seus demônios do céu, ou dos lugares celestiais, e estes forem lançados para a Terra, o dragão e os seus demônios irão pelejar contra o restante da descendência da mulher: os convertidos durante a Grande Tribulação, dentre os quais o próprio povo de Israel. É por esta razão que a grande voz vinda do Céu proclama: "Por isso, festejai, ó céus, e vós, os que neles habitais. Ai da terra e do mar, pois o diabo desceu até vós, cheio de grande cólera, sabendo que pouco tempo lhe resta" (Apocalipse 12.12).
Na realidade, aqueles que não forem arrebatados e estiverem vivendo aqui na Terra vão sofrer o que nunca imaginaram, pois a grande cólera satânica vai desabar sobre eles de tal forma que desejarão a morte como o ar para viverem, porém ela fugirá deles.

A situação naqueles dias será tão cruel que o próprio Senhor Jesus profetizou: "Não tivessem aqueles dias sido abreviados, ninguém seria salvo; mas, por causa dos escolhidos, tais dias serão abreviados" (Mateus 24.22).
Eis a principal razão pela qual a Universal tem investido todo o dinheiro proveniente dos dízimos e das ofertas na obra de evangelização, pois não sabemos quando o nosso Senhor virá.
Mas quando Ele retornar, vai nos encontrar envidando todos os esforços no sentido de conscientizar as pessoas sobre o Único Caminho da Salvação: Jesus Cristo!


A maioria das pessoas vive preocupada apenas com o seu futuro aqui na Terra. Elas não se dão conta de que a vida terrena dura no máximo cem anos, exceto raríssimos casos. E isso quando a pessoa é muito saudável.
Mesmo assim, ainda que uma pessoa passe dos cem, e chegue aos cento e dez, por exemplo, de que adianta? Cedo ou tarde vai morrer. E a pergunta é: a sua alma para onde vai?
Sim, porque a alma não morre. Onde ela passará a eternidade? O Senhor Jesus disse: "Pois que aproveitará o homem se ganhar o mundo inteiro  e perder a sua alma? Ou que dará o homem em troca da sua alma?" (Mateus 16.26).
O leitor está absolutamente certo da sua vida eterna? Ou será que ainda tem dúvidas a respeito disso? Se quer se ver livre de todas as dúvidas, e garantir a sua Salvação, basta entregar a sua vida ao Senhor Jesus e passar a viver de acordo com a Sua Palavra.

Você talvez pergunte: como pode entregar a sua vida ao Senhor. A resposta é: basta que você, neste exato momento, feche os olhos e confesse que a sua vida, a partir de agora, pertence a Ele.
Mas é tão simples assim? É! O Espírito Santo está sempre disponível para entrar em ação tão logo alguém invoque o nome do Senhor Jesus
A partir daí você deve ser batizado nas águas, como Ele ordenou, e em seguida buscar o batismo com o Espírito Santo. Mantenha-se na prática da Palavra de Deus e fuja de tudo que seja contrário a ela.


..... ◦ ◦ ◦  ◦ ◦◦ ◦

Observações por:   Blog Heavenly Heavenly


Somente confessar com os lábios, uma fé no Senhor Jesus, não pode trazer ao viver, a vida. E assim encontram-se alguns, como se estivessem mortos. E sabem disso.

Mas, parece-lhes irrelevante reconhecer isso. Porque aos seus próprios olhos, não tem como mudar essa realidade.

Uma realidade que produz sentimentos. E os sentimentos concebem pensamentos que se transformam em hábitos e ações. Os quais, por fim, revelam o caráter.

Não seria oportuno olhar para a realidade de quem são, os verdadeiros salvos em Cristo Jesus ?

"Vede que grande amor nos tem concedido o Pai, a ponto de sermos chamados filhos de Deus; e, de fato, somos filhos de Deus. Por essa razão, o mundo não nos conhece, porquanto não O conheceu a Ele mesmo.

Amados, agora, somos filhos de Deus, e ainda não se manifestou o que haveremos de ser. Sabemos que, quando Ele se manifestar, seremos semelhantes a Ele, porque haveremos de vê-Lo como Ele é.

E a si mesmo se purifica todo o que n'Ele tem esta esperança, assim como Ele é puro." [1 JOÃO 3:1-3].
... ◦ ◦ ◦  ◦ ◦◦ ◦
..... ◦ ◦ ◦  ◦ ◦◦ ◦ 





..... ◦ ◦ ◦  ◦ ◦◦ ◦ 

..... ◦ ◦ ◦  ◦ ◦◦ ◦

... ◦ ◦ ◦  ◦ ◦◦ ◦Livro - Estudo do Apocalipse 
http://www.arcacenter.com.br/livros/estudos-biblicos/estudo-do-apocalipse-volume-unico.html
..... ◦ ◦ ◦  ◦ ◦◦ ◦ 

Estudo do Apocalipse [texto 078] O poder do dragão A visão apocalíptica Israel na Grande Tribulação

..... ◦ ◦ ◦  ◦ ◦◦ ◦ 

ESTUDO DO APOCALIPSE 
  O poder do dragão  
  texto 078



A mulher está revestida dos símbolos do poder celestial: vestida do sol, a lua debaixo dos pés e uma coroa de doze estrelas na cabeça. O dragão, grande e vermelho, está revestido dos símbolos do poder terreno, pois tem sete cabeças, dez chifres e nas cabeças sete diademas.
Considerando esta figura como o diabo, podemos concluir que o poder de Satanás está limitado exclusivamente ao poder terreno, enquanto o poder da mulher, ou Israel, é ilimitado.

É bem verdade que, aparentemente, a mulher se posiciona como frágil diante do dragão. Este posicionamento existe porque, no Jardim do Éden, a criatura de Deus entregou todo o seu domínio e poder para a serpente, o diabo, o qual passou a dominar os seres humanos.

Mas o Filho da mulher, ou de Israel, o Senhor Jesus Cristo, veio a este mundo resgatar a humanidade do domínio de Satanás. E Ele não apenas fez isto, mas também devolveu o domínio e a autoridade que o homem tinha recebido anteriormente.

Temos um exemplo no ministério terreno do Senhor, quando os Seus setenta discípulos regressaram do trabalho de evangelização, e ficaram alegres porque os demônios se lhes submetiam. Então o Senhor Jesus disse:

"Mas Ele lhes disse: Eu via Satanás caindo do céu como um relâmpago. Eis aí vos dei autoridade para pisardes serpentes e escorpiões e sobre todo o poder do inimigo, e nada, absolutamente, vos causará dano." Lucas 10.18,19.

O Senhor Jesus resgatou a autoridade divina para os homens, mas somente para aqueles que estão nEle! Mas continuando na análise do capítulo 12, finalmente, depois de ter sentido as dores do parto, eis que a mulher dá à luz o Messias, o Filho de Israel, o Rei dos reis e Senhor dos senhores!
E por não ter Ele nascido em um palácio, como nascem os reis, a humanidade não O reconheceu e nem O reconhece. Mas nem por isso Ele deixa de ser o que era, o que é e o que há de ser, por toda a eternidade!
Quanto ao dragão, mesmo com todo o seu poder terreno, ainda assim não pode devorar o Descendente da mulher. O seu poder está sob a autoridade suprema de Deus. E aqueles que estão em Cristo Jesus jamais podem ser tocados pelo dragão vermelho sem a devida permissão divina.

Milenares contextos proféticos são resumidos em poucas palavras. Uma parte deles se cumpriu há mais de dois mil anos, quando a criança de Israel, o Filho de Deus, nasceu em Belém da Judeia.

Satanás usou de todos os seus recursos para tentar impedir que o Messias chegasse ao Calvário. A outra parte profética, a parte final, vai se cumprir justamente antes da volta do Senhor Jesus Cristo.
O primeiro cumprimento profético do versículo 4 se referia à Pessoa do Messias: "...e o dragão se deteve em frente da mulher que estava para dar à luz, a fim de lhe devorar o filho quando nascesse" (Apocalipse 12.4).

Já o segundo se refere às primícias de Deus e do Cordeiro durante a Grande Tribulação. E quem são estas primícias? Observemos o versículo seguinte: "Nasceu-lhe, pois, um filho varão...." (Apocalipse 12.5).

Acreditamos que este "filho varão" sejam os cento e quarenta e quatro mil selados de Israel, que, segundo o Apocalipse, estarão com o Cordeiro sobre o Monte Sião:

"Olhei, e eis o Cordeiro em pé sobre o monte Sião, e com Ele cento e quarenta e quatro mil, tendo na fronte escrito o seu nome e o nome de seu Pai. Ouvi uma voz do céu como voz de muitas águas, como voz de grande trovão; também a voz que ouvi era como de harpistas quando tangem a sua harpa. Entoavam novo cântico diante do trono, diante dos quatro seres viventes e dos anciãos. E ninguém pôde aprender o cântico, senão os cento e quarenta e quatro mil que foram comprados da terra. São estes os que não se macularam com mulheres, porque são castos. São eles os seguidores do Cordeiro por onde quer que vá. São os que foram redimidos dentre os homens, primícias para Deus e para o Cordeiro." Apocalipse 14.1-4.


Estes cento e quarenta e quatro mil selados também serão arrebatados e participarão do domínio do Senhor Jesus Cristo. Agora podemos compreender o duplo sentido do versículo: "Nasceu-lhe, pois, um filho varão, que há de reger todas as nações com cetro de ferro. E o seu filho foi arrebatado para Deus até ao seu trono" (Apocalipse 12.5).

É que os acontecimentos do plano de Salvação na Terra, tanto passados quanto futuros, são um eterno presente no Céu, pois ao mesmo tempo em que vemos a ascensão do Filho de Deus até o Seu trono, vemos também o arrebatamento da Igreja já realizado, e também o arrebatamento dos cento e quarenta e quatro mil selados durante a Grande Tribulação.

O versículo seguinte, que fala da fuga da mulher para o deserto, mostra-nos a época anticristã, quando o dragão, ou Satanás, irá pelejar contra os restantes da descendência da mulher: os que guardam os mandamentos de Deus e têm o testemunho de Jesus, ou seja, os cento e quarenta e quatro mil selados.

Mas estes, como já foi dito, serão arrebatados para Deus: "...E o seu filho foi arrebatado para Deus até ao Seu trono. A mulher, porém, fugiu para o deserto, onde lhe havia Deus preparado lugar..." (Apocalipse 12.5,6).


A visão apocalíptica


Há aproximadamente dois mil anos entre a ascensão do Senhor Jesus e a fuga de Israel, que acontecerá depois do arrebatamento da Igreja, e, portanto, durante a Grande Tribulação.
Esta visão apocalíptica da mulher e o dragão já foi vista nas primeiras páginas da Bíblia, quando o diabo enganou Eva, fazendo-a se desviar de Deus. Lá no Jardim do Éden, Satanás pareceu vencer, porém aqui, na revelação do final dos tempos, a sua derrota é definitiva.

Apesar de o dragão ter sete cabeças, dez chifres e sete diademas, ele não é o anticristo. O número dez indica a totalidade do domínio político mundial. O dragão é o anti-Deus-Pai, pois sobre ele está escrito:"E foi expulso o grande dragão, a antiga serpente, que se chama diabo e Satanás..." (Apocalipse 12.9).

Por isso é também ele quem dá poder à besta:"e adoraram o dragão porque deu a sua autoridade à besta..."(Apocalipse 13.4). A besta é o anti-Deus-Filho, e o falso profeta é o anti-Deus-Espírito Santo. Os três formam assim a trindade satânica. O profeta Daniel descreve a besta, assemelhando-a ao último império mundial:

"Depois disto, eu continuava olhando nas visões da noite, e eis aqui o quarto animal, terrível, espantoso e sobremodo forte, o qual tinha grandes dentes de ferro; ele devorava, e fazia em pedaços, e pisava aos pés o que sobejava; era diferente de todos os animais que apareceram antes dele e tinha dez chifres." Daniel 7.7.

Durante a Grande Tribulação, o diabo vai tentar destruir a qualquer preço os "recém-nascidos" de Israel, isto é, os cento e quarenta e quatro mil selados que creram no Senhor Jesus.
Por causa do selo de Deus nas suas frontes, o diabo não poderá tocá-los. Hoje, já podemos sentir uma pequena amostra do que vai acontecer na Grande Tribulação, pois vivemos numa guerra constante contra as forças do inferno.
E se não fosse o selo de Deus, o poder do Espírito Santo em nós, não haveria Salvação. Por isso, é da maior importância que as pessoas "recém-nascidas" na fé cristã sejam seladas com o Espírito Santo, porque somente este selo pode lhes dar resistência contra qualquer investida do diabo.
Satanás se detém diante dos verdadeiros seguidores selados do Senhor Jesus, querendo devorá-los. O apóstolo Pedro viu isto e afirmou: "...O diabo, vosso adversário, anda em derredor, como leão que ruge procurando alguém para devorar” (1 Pedro 5.8).

Ele quer impedir a qualquer preço que os membros do corpo do Senhor Jesus sejam arrebatados e salvos. Somos membros do corpo de Cristo, carne da Sua carne, osso dos Seus ossos.
Por estar Ele em nós, através do Seu Espírito, e nós estarmos nEle, em princípio e pela fé, já estamos arrebatados. Foi por esta razão que o apóstolo Paulo disse: "e estando nós mortos em nossos delitos, nos deu vida juntamente com Cristo, pela graça sois salvos, e, juntamente com Ele, nos ressuscitou, e nos fez assentar nos lugares celestiais em Cristo Jesus" (Efésios 2.5,6).
E agora a história se repete, e o círculo do plano de Salvação se fecha: atualmente a mulher-Israel é o grande sinal. Ela está sentindo fortes dores de parto para a revelação do Reino de Deus na Terra.

O ódio de Satanás contra Israel ainda não está dirigido em toda a sua plenitude, pois isto acontecerá apenas depois do arrebatamento da Igreja, quando a mulher tiver de fugir para o deserto.

Por enquanto, este ódio total é contra a Igreja do Senhor Jesus, que está prestes a se encontrar com o Senhor nos ares. Daí a razão pela qual há tanta perseguição à Universal e outras denominações evangélicas. Tantas difamações e tantos processos criminais e cíveis, além de acusações descabidas aos seus líderes. Porque uma parte da mídia impressa e eletrônica é manipulada por Satanás, através do seu braço direito: a Babilônia.

A intenção é rotular a verdadeira Igreja cristã como nome de seita, não apenas para tentar impedi-la de crescer, mas também para isolá-la de todas as demais, com o objetivo ardiloso de um dia poder ressuscitar uma nova "Inquisição": a destruição das "seitas". Mas antes que isto aconteça o nosso Senhor virá nos arrebatar, para vivermos eternamente com Ele.


Israel na Grande Tribulação  


"A mulher, porém, fugiu para o deserto, onde lhe havia Deus preparado lugar para que nele a sustentem durante mil duzentos e sessenta dias. Houve peleja no céu. Miguel e os seus anjos pelejaram contra o dragão.Também pelejaram o dragão e seus anjos; todavia, não prevaleceram; nem mais se achou no céu o lugar deles.
E foi expulso o grande dragão, a antiga serpente, que se chama diabo e Satanás, o sedutor de todo o mundo, sim, foi atirado para a terra, e, com ele, os seus anjos. Então, ouvi grande voz do céu, proclamando: Agora, veio a Salvação, o poder, o reino do nosso Deus e a autoridade do Seu Cristo, pois foi expulso o acusador de nossos irmãos, o mesmo que os acusa de dia e de noite, diante do nosso Deus. Eles, pois, o venceram por causa do sangue do Cordeiro e por causa da palavra do testemunho que deram e, mesmo em face da morte, não amaram a própria vida. Por isso, festejai, ó céus, e vós, os que neles habitais. Ai da terra e do mar, pois o diabo desceu até vós, cheio de grande cólera, sabendo que pouco tempo lhe resta.

Quando, pois, o dragão se viu atirado para a terra, perseguiu a mulher que dera à luz o filho varão; e foram dadas à mulher as duas asas da grande águia, para que voasse até ao deserto, ao seu lugar, aí onde é sustentada durante um tempo, tempos e metade de um tempo, fora da vista da serpente.

Então, a serpente arrojou da sua boca, atrás da mulher, água como um rio, a fim de fazer com que ela fosse arrebatada pelo rio. A terra, porém, socorreu a mulher; e a terra abriu a boca e engoliu o rio que o dragão tinha arrojado de sua boca. Irou-se o dragão contra a mulher e foi pelejar com os restantes da sua descendência, os que guardam os mandamentos de Deus e têm o testemunho de Jesus; e se pôs em pé sobre a areia do mar." Apocalipse 12.6-17.

Já vimos que a mulher, que apareceu no céu, é Israel. E o dragão que se deteve diante dela, e queria lhe devorar o filho quando nascesse, é Satanás. No primeiro versículo, vimos também a mulher, no céu, vestida do sol com a lua debaixo dos pés, e uma coroa de doze estrelas na cabeça.

Agora, a mulher se encontra em grande aflição sobre a Terra. Trata-se do tempo da Grande Tribulação, quando Israel será perseguido pelo dragão.

Pelo fato de a mulher se ocultar no deserto e ser sustentada por Deus, por um período de três anos e meio, muitos estudiosos do Apocalipse acham que se trata apenas da segunda metade da Grande Tribulação.

Isto em parte está certo, mas deve-se observar outra coisa: já vimos que no sinal da mulher e do dragão é reproduzida toda a história de Israel.
Durante os séculos, Israel sofreu fortes dores de parto até o nascimento do Messias. Então aconteceu o arrebatamento do Messias, e com Ele, do ponto de vista do plano da Salvação, o arrebatamento da Igreja do Senhor Jesus, pois quando Ele subiu ao Céu, em princípio e pela fé nós já estávamos em Seu corpo.

Por isso, Deus nos ressuscitou e nos fez sentar juntamente com Ele: "e, juntamente com Ele, nos ressuscitou, e nos fez assentar nos lugares celestiais em Cristo Jesus" (Efésios 2.6).
E, então, o que nasceu de Israel no final dos tempos? Os cento e quarenta e quatro mil selados dos filhos de Israel, "...os que foram redimidos dentre os homens, primícias para Deus e para o Cordeiro" (Apocalipse 14.4).
Por isso, a mulher que foge não diz respeito apenas aos três anos e meio da Grande Tribulação, mas a todo o período histórico de um povo perseguido desde o seu nascimento.

Mas, mesmo assim, durante a sua peregrinação, Israel nunca foi abandonado; pelo contrário, sempre foi sustentado por Deus e preservado como nação, mesmo durante o período da dispersão. Quando Israel saiu do Egito e o dragão egípcio o perseguiu para destruí-lo, já era um simbolismo da perseguição pelo dragão vermelho durante a Grande Tribulação.


..... ◦ ◦ ◦  ◦ ◦◦ ◦

Observações por:   Blog Heavenly Heavenly

"Filhinhos, agora, pois, permanecei n'Ele, para que, quando Ele se manifestar, tenhamos confiança e d'Ele não nos afastemos envergonhados na Sua vinda."
[ 1 JOÃO 2:28]
... ◦ ◦ ◦  ◦ ◦◦ ◦
..... ◦ ◦ ◦  ◦ ◦◦ ◦ 




..... ◦ ◦ ◦  ◦ ◦◦ ◦ 

... ◦ ◦ ◦  ◦ ◦◦ ◦Livro - Estudo do Apocalipse 
http://www.arcacenter.com.br/livros/estudos-biblicos/estudo-do-apocalipse-volume-unico.html
..... ◦ ◦ ◦  ◦ ◦◦ ◦