Heavenly Heavenly !..

A verdade? A verdade não é religião e não é o que fundamenta a ética, por sua vez imbuída de conceitualizações, justas e injustas. E sim, é verdade que o Altíssimo Senhor Deus, em Cristo Jesus, pelo Espírito do SENHOR, não tem nenhum vínculo com religião alguma, tampouco com o ecumenismo e a paz mundial que muitas pessoas pensam estar construindo. A verdade não é religião, tampouco a religião é a união pelo amor da verdade. Ao contrário, é a união pelo amor da mentira. As comprovações desta verdade? Todas as injustiças com suas inverdades. .◦◦◦ ◦ ◦ ◦::.

Translate

Estudo do Apocalipse [texto046] Os últimos dias

..... ◦ ◦ ◦  ◦ ◦◦ ◦ 

ESTUDO DO APOCALIPSE    Os últimos dias   _texto 046



Segundo os cálculos dos historiadores, a Babilônia, nos últimos séculos, assassinou mais de setenta milhões de pessoas, entre judeus, protestantes, muçulmanos e católicos.
Sem citar as vítimas das guerras mundiais, que somam sessenta milhões de pessoas. O Espírito Santo, por intermédio do apóstolo Paulo, exorta os cristãos:
"Irmãos, relativamente aos tempos e às épocas, não há necessidade de que eu vos escreva; pois vós mesmos estais inteirados com precisão de que o Dia do Senhor vem como ladrão de noite. Quando andarem dizendo: Paz e segurança, eis que lhes sobrevirá repentina destruição, como vêm as dores de parto à que está para dar à luz; e de nenhum modo escaparão."1 Tessalonicenses 5.1-3.

O apóstolo está se referindo aos dias que precederão a volta do Senhor Jesus Cristo. Nesses últimos dias, a Babilônia tem pregado o ecumenismo por toda a Terra. O ecumenismo é um movimento que pretende congregar várias religiões sob a autoridade máxima do líder da Babilônia. Aquelas que não estiverem de acordo com ele serão identificadas e imediatamente rotuladas como seitas.
Será como nos dias da Inquisição, quando aqueles que se opunham ao catolicismo romano, crendo apenas na Palavra de Deus, eram chamados de hereges, para mais tarde serem queimados vivos.
Portanto, o plano da Babilônia para esses últimos tempos é sacrificar os verdadeiros cristãos, ou seja, aqueles que se opuserem à sua suposta autoridade. Mas Deus não vai permitir o sofrimento dos Seus filhos, pois antes de o anticristo se manifestar, a Igreja do Senhor Jesus será arrebatada.
A Babilônia está trabalhando há muitos anos em um projeto no qual todos os seres humanos serão obrigados a se submeter a um único governo mundial, que está sendo criado com a finalidade de preparar a chegada do anticristo.

A prova disso é a organização dos países em blocos. Por enquanto existem oito blocos, mas o número apocalíptico é dez. É o caso, por exemplo, da União Europeia, que nada mais é do que um sinal apocalíptico.
A sua unidade vai exigir também um governo de união, o que significa que a Europa acabará se transformando em um único país. Este é justamente o desejo da Babilônia, que sempre foi "dona da situação" enquanto o sistema de governo do mundo era monárquico, pois, dominando os reis, dominava também os seus respectivos reinos.
A Babilônia fez surgir as ditaduras que substituiriam as monarquias. No Brasil, por exemplo, ela recorreu a milhões de dólares americanos de uma de suas empresas, para investir na mídia eletrônica.
Promoveu ainda o golpe de 1964, que instituiu a ditadura militar no País. A partir dessa ditadura, parte da mídia comprometida com ela se ampliou tremendamente e procurou garantir o poder político para a "nova Babilônia".

Com a Revolução Francesa, nasceu a democracia, isto é, o poder passou a ser gerado do povo para o povo. Surgiram também países como os Estados Unidos, que, por sua vez, passaram a impor o seu sistema através de uma economia forte, e a liderar o mundo ocidental, vindo a ser exemplo de sucesso e prosperidade.
Isso abateu profundamente o poderio babilônico mundial, inclusive impedindo novas conquistas, pois dividiu o poder. Para reconquistar o mundo, o império babilônico tem trabalhado intensamente no sentido de fazer a unificação em blocos, como feito na Europa.
Segundo a própria Babilônia, quanto maior a divisão do poder, maior a dificuldade de tê- lo sob controle. Assim, surge a besta de dez chifres, revelada no décimo terceiro capítulo do Apocalipse.
Vale a pena lembrar que Hitler foi criado pelo sistema babilônico, a fim de realizar na Europa, pela força da guerra, aquilo que justamente hoje se realiza pela força da paz.

fonte:: http://www.arcauniversal.com/mundocristao/estudos-biblicos/noticias/apocalipse-os-ultimos-dias-14332.html

.... ◦ ◦ ◦  ◦ ◦◦ ◦

Observações por:   Blog Heavenly Heavenly


A corruptibilidade humana é conhecida há tempos. Mas nestes últimos dias, igualmente tornará algo na humanidade, irreversível.

Como foi nos dias de Noé. E como aconteceu nos dias de surgimento da torre de Babel. Porque estamos nos dias em que atos semelhantes de corruptibilidade da humanidade, estão no mundo todo. E a cada dia que passa,  a aceitação e a conformidade, intensificam-se. 

Foram estas, as palavras do Senhor Jesus:

"Pois assim como foi nos dias de Noé, também será a vinda do Filho do homem. Porquanto, assim como nos dias anteriores ao dilúvio comiam e bebiam, casavam e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca, e não o perceberam, senão quando veio o dilúvio e os levou a todos, assim será também a vinda do Filho do homem."[MATEUS 24:37-39].

Não são poucos, os que pouco se importam com as verdades eternas, sobre si mesmo (a) e escritas. Preferem não conferir ou declaradamente desprezam-nas. Então permitem-se, viver em devaneios. Como se, viver, fosse uma viagem.

... ◦ ◦ ◦  ◦ ◦◦ ◦
..... ◦ ◦ ◦  ◦ ◦◦ ◦ 




..... ◦ ◦ ◦  ◦ ◦◦ ◦ 




..... ◦ ◦ ◦  ◦ ◦◦ ◦ 

... ◦ ◦ ◦  ◦ ◦◦ ◦Livro - Estudo do Apocalipse 
http://www.arcacenter.com.br/livros/estudos-biblicos/estudo-do-apocalipse-volume-unico.html
..... ◦ ◦ ◦  ◦ ◦◦ ◦ 

Estudo do Apocalipse [texto045] Os vinte e quatro anciãos

..... ◦ ◦ ◦  ◦ ◦◦ ◦ 

ESTUDO DO APOCALIPSE    Os vinte e quatro anciãos   _texto 045




É tremendamente maravilhoso termos, pela fé, acesso ao Céu e nos ver lá dentro. O Apocalipse é como uma janela do Céu, na qual só os remidos podem ver o seu futuro diante do Senhor da glória.
Assim sendo, após a visão do trono, o apóstolo descreve os vinte e quatro anciãos: "Ao redor do trono, há também vinte e quatro tronos, e assentados neles, vinte e quatro anciãos vestidos de branco, em cujas cabeças estão coroas de ouro" (Apocalipse 4.4).
Cremos que estes anciãos não são autoridades celestiais que assistem a Deus diante do trono, como alguns interpretam. Muito menos acreditamos que sejam anjos.

A Bíblia revela que na adoração e culto no Templo de Jerusalém havia vinte e quatro turnos de sacerdotes levitas, os quais representavam todo o povo de Israel e se ocupavam alternadamente dos seus deveres sacerdotais.
Isso é fundamental para se crer que estes vinte e quatro anciãos representam os vencedores do Antigo Testamento, somados aos do Novo Testamento. O apóstolo Pedro também fala sobre aqueles que morreram sob a antiga aliança, e que esperavam pelo dia da redenção: "Pois também Cristo morreu uma única vez, pelos pecados, o justo pelos injustos, para conduzir-vos a Deus; morto, sim, na carne, mas vivificado no espírito, no qual também foi e pregou aos espíritos em prisão" (1 Pedro 3.18,19).
O trecho citado nos mostra que o Senhor Jesus, quando morto, desceu ao reino dos mortos e pregou o Evangelho aos espíritos daqueles que morreram com a fé de um dia experimentarem a salvação.

Estes compõem a Igreja arrebatada do Senhor Jesus do Antigo Testamento, representada por doze anciãos. O apóstolo Paulo, dirigindo se aos cristãos em Éfeso, diz: "Assim, já não sois estrangeiros e peregrinos, mas concidadãos dos santos, e sois da família de Deus, edificados sobre o fundamento dos apóstolos e profetas, sendo ele mesmo, Cristo Jesus, a pedra angular" (Efésios 2.19,20).

Esses apóstolos e profetas são a Igreja do Novo Testamento e a do Antigo Testamento, respectivamente. Portanto, os vinte e quatro anciãos representam as doze tribos de Israel e os doze apóstolos.
Eles representam todos os que venceram porque se mantiveram fiéis, tanto sob a antiga quanto sob a nova aliança. Por esta razão, estão assentados em tronos ao redor do trono de Deus, em cumprimento à promessa do Senhor Jesus: "Ao vencedor, dar-lhe-ei sentar-se comigo no meu trono, assim como também eu venci e me sentei com meu Pai no seu trono" (Apocalipse 3.21).

Estão vestidos de branco também pelo cumprimento de outra promessa do Senhor Jesus:  "O vencedor será assim vestido de vestiduras brancas, e de modo nenhum apagarei o seu nome do Livro da Vida..." (Apocalipse 3.5).

Por fim, usam uma coroa de ouro, tendo em vista a seguinte promessa: "...Sê fiel até à morte, e dar-te--ei a coroa da vida” (Apocalipse 2.10). O apóstolo Paulo também faz referência a esta coroa: “Já agora a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, reto juiz, me dará naquele Dia; e não somente a mim, mas também a todos quantos amam a sua vinda" (2 Timóteo 4.8).
Além do que já foi exposto, estes vinte e quatro anciãos representam a Igreja do Antigo Testamento somada à do Novo Testamento, pelo fato de que eles adoram o Cordeiro:
"Veio, pois, e tomou o livro da mão direita daquele que estava sentado no trono; e, quando tomou o livro, os quatro seres viventes e os vinte e quatro anciãos prostraram-se diante do Cordeiro, tendo cada um deles uma harpa e taças de ouro cheias de incenso, que são as orações dos santos, e entoavam novo cântico, dizendo: Digno és de tomar o livro e de abrir-lhe os selos, porque foste morto e com o teu sangue compraste para Deus os que procedem de toda tribo, língua, povo e nação e para o nosso Deus os constituíste reino e sacerdotes; e reinarão sobre a terra.".Apocalipse 5.7-10.

Talvez surja a pergunta: se a Igreja do Senhor Jesus será arrebatada, então por que vemos aqui apenas vinte e quatro anciãos em tronos, já que se formos vencedores todos estaremos na glória, teremos uma coroa, vestes brancas e um trono?
A resposta é: da mesma maneira que na antiga aliança havia vinte e quatro turnos sacerdotais, de modo que os sacerdotes eram representantes de todo o povo diante de Deus, os vinte e quatro anciãos coroados são representantes de toda a Igreja diante de Deus. Devemos ter isso em mente para nos aprofundar no estudo das profecias apocalípticas.


..... ◦ ◦ ◦  ◦ ◦◦ ◦

Observações por:   Blog Heavenly Heavenly

"Como o Pai me amou, também eu vos amei; 
permanecei no Meu amor.
Se guardardes os meus mandamentos, 
permanecereis no Meu amor
assim como também eu 
tenho guardado os mandamentos 
de meu Pai e no Seu amor permaneço."
[João 15:9-10]
... ◦ ◦ ◦  ◦ ◦◦ ◦
..... ◦ ◦ ◦  ◦ ◦◦ ◦ 





... ◦ ◦ ◦  ◦ ◦◦ ◦Livro - Estudo do Apocalipse 
http://www.arcacenter.com.br/livros/estudos-biblicos/estudo-do-apocalipse-volume-unico.html
..... ◦ ◦ ◦  ◦ ◦◦ ◦ 

Estudo do Apocalipse [texto044] Os quatro seres viventes

..... ◦ ◦ ◦  ◦ ◦◦ ◦ 

ESTUDO DO APOCALIPSE    Os quatro seres viventes   _texto 044



"... e também, no meio do trono e à volta do trono, quatro seres viventes cheios de olhos por diante e por detrás. O primeiro ser vivente é semelhante a leão, o segundo, semelhante a novilho, o terceiro tem o rosto como de homem, e o quarto ser vivente é semelhante à águia quando está voando.
E os quatro seres viventes, tendo cada um deles, respectivamente, seis asas, estão cheios de olhos, ao redor e por dentro; não têm descanso, nem de dia nem de noite, proclamando: Santo, Santo, Santo é o Senhor Deus, o Todo-Poderoso, aquele que era que é e que há de vir." Apocalipse 4.6-8.
Considerando que estes quatro seres viventes estão no meio do trono, à volta dele e junto de Deus, então é possível que sejam quatro características do próprio Deus. Vejamos:
1) O primeiro ser vivente é semelhante ao leão. Ora, sabemos que o leão é uma figura da majestade, da força e do poder criador de Deus. Simboliza o Senhor Jesus.
Sim, porque Ele é o Rei dos reis e o Senhor dos senhores. D'Ele, por meio d’Ele e para Ele são todas as coisas, conforme está escrito: "Porque dele, e por meio dele, e para ele são todas as coisas. A ele, pois, a glória eternamente. Amém!" (Romanos 11.36).
O Evangelho de Mateus apresenta o Senhor Jesus como o Leão da tribo de Judá, e o autor da epístola aos judeus cristãos também escreveu:
"Ele, que é o resplendor da glória e a expressão exata do seu Ser, sustentando todas as coisas pela palavra do seu poder, depois de ter feito a purificação dos pecados, assentou-se à direita da Majestade, nas alturas." Hebreus 1.3.

2)  O segundo ser vivente é semelhante a um novilho. A figura do novilho significa que Deus entrega a Sua força e o Seu poder em sacrifício, pois Ele mesmo Se deixou sacrificar, por intermédio de Jesus Cristo.
O Evangelho de Marcos apresenta o Senhor Jesus como o Servo que Se fez sacrifício pelo pecado, tendo o novilho como animal sacrificial.

3) O terceiro tem o rosto tal qual o de um homem. Isso é uma figura da humilhação e renúncia da glória do Senhor ao vir a este mundo.
O Evangelho de Lucas apresenta o Senhor Jesus como Filho do Homem. O apóstolo Paulo, dirigido pelo Espírito Santo, escreveu:
"antes, a si mesmo se esvaziou, assumindo a forma de servo, tornando-se em semelhança de homens; e, reconhecido em figura humana, a si mesmo se humilhou, tornando-se obediente até à morte e morte de cruz."Filipenses 2.7,8.
4)  Por fim, o quarto ser vivente é semelhante à águia quando está voando. A figura da águia voando lembra a glória da conquista dos ares.
Assim é o Senhor Jesus Cristo, pois, depois da Sua morte e ressurreição, tomou posição de exaltado e glorificado, assentando-Se à direita do Deus-Pai. O Evangelho de João apresenta o Senhor Jesus como o Único capaz de levar o ser humano ao Céu.
Os quatro seres viventes, portanto, mostram como Deus Se inclina, fala e Se entrega pelo mundo. Estes seres viventes, embora com características de Deus, aqui se manifestam como querubins.
Eles têm asas, demonstrando com isso que Deus age em todos os lugares e ininterruptamente. Também o profeta Ezequiel os viu com asas indo por todas as direções.

Isso significa que Deus está em todos os lugares, ou seja, que Ele é onipresente. Não existe lugar neste mundo, tampouco qualquer coração por mais escuro que seja em que a mão misericordiosa de Deus seja incapaz de agir.
As asas dos querubins estão cheias de olhos, ao redor e por dentro, significando que não há nenhum espaço, por menor que seja, quer nos Céus quer na Terra, que esteja fora do alcance dos olhos de Deus, pois Ele é onisciente e tudo vê.

Apesar de ser onipotente onipresente e onisciente - e só Ele o é - vestido de glória indescritível, mesmo assim Deus Se preocupa com o ser humano, e por isso diz:
"Porque assim diz o Alto, o Sublime, que habita a eternidade, o qual tem o nome de Santo: Habito no alto e santo lugar, mas habito também com o contrito e abatido de espírito, para vivificar o espírito dos abatidos e vivificar o coração dos contritos." Isaías 57.15


..... ◦ ◦ ◦  ◦ ◦◦ ◦

Observações por:   Blog Heavenly Heavenly


As coisas espirituais se discernem espiritualmente, pelo Espírito de Cristo. Não espiritualmente, pelo espírito humano. Por isso que muitas pessoas não percebem o amor do Deus vivo, não notam, a Sua Presença


"Para onde me ausentarei do Teu Espírito
Para onde fugirei da Tua face?" [SALMOS  139:7].
... ◦ ◦ ◦  ◦ ◦◦ ◦
..... ◦ ◦ ◦  ◦ ◦◦ ◦ 





... ◦ ◦ ◦  ◦ ◦◦ ◦Livro - Estudo do Apocalipse 
http://www.arcacenter.com.br/livros/estudos-biblicos/estudo-do-apocalipse-volume-unico.html
..... ◦ ◦ ◦  ◦ ◦◦ ◦ 

Estudo do Apocalipse [texto043] O Mar de vidro

..... ◦ ◦ ◦  ◦ ◦◦ ◦

ESTUDO DO APOCALIPSE    O Mar de vidro  _texto 043




"Há diante do trono um como que mar de vidro, semelhante ao cristal, e também, no meio do trono e à volta do trono, quatro seres viventes cheios de olhos por diante e por detrás." Apocalipse 4.6.
Acreditamos que o mar de vidro seja o "mar" dos povos, que se agita de um lado para o outro na Terra. Em todos os lugares há conflitos sociais, econômicos, religiosos e raciais. Em alguns países há guerras, em outros rumores de guerra.
As grandes potências não cessam de armazenar armas cada vez mais poderosas. Cada nação se previne contra as outras e o império das trevas vai avançando. Diante do trono de Deus, entretanto, tudo é claro e transparente, como o cristal.
Ele, o Todo Poderoso, é Quem "... põe termo à guerra até aos confins do mundo, quebra o arco e despedaça a lança; queima os carros no fogo" (Salmos 46.9), e diz: "... até aqui virás e não mais adiante, e aqui se quebrará o orgulho..." (Jó 38.11).

Nada passa despercebido diante dos Seus olhos; nada acontece sem a Sua permissão. Ele realiza o Seu conselho soberanamente, através de todas as ondas da História mundial:
"aquele, cuja voz abalou, então, a terra; agora, porém, ele promete, dizendo: Ainda uma vez por todas, farei abalar não só a terra, mas também o céu. Ora, esta palavra: Ainda uma vez por todas significa a remoção dessas coisas abaladas, como tinham sido feitas, para que as coisas que não são abaladas permaneçam." Hebreus 12.26,27.
O Senhor exclamou por intermédio do profeta Isaías: "Calai-vos perante mim, ó ilhas, e os povos renovem as suas forças; cheguem-se e, então, falem; cheguemo-nos e pleiteemos juntos" (Isaías 41.1).

Igualmente temos imóvel o mar de vidro diante do trono, em contraste com a situação do mar dos povos sobre a Terra. Em outras passagens está escrito: "Cale-se toda carne diante do Senhor, porque ele se levantou da sua santa morada" (Zacarias 2.13); "O Senhor, porém, está no seu santo templo; cale-se diante dele toda a terra" (Habacuque 2.20).
O "mar" representa pessoas de todas as nações, que aceitaram o Senhor Jesus como Salvador; que foram fiéis a Ele e, por isso, acharam o seu lar no Céu. Trata-se da Igreja glorificada.
Assim como o mar terrestre representa as nações terrenas, assim o mar celestial seria "as nações celestiais": "Vi emergir do mar uma besta que tinha dez chifres e sete cabeças e, sobre os chifres, dez diademas e, sobre as cabeças, nomes de blasfêmia" (Apocalipse 13.1).
Este mar é calmo e puro, em contraste com as águas agitadas e imundas dos mares terrenos. Como a água é um dos símbolos da vida, esta água estaria solidificada ou cristalizada, dando a entender que a vida é permanente, eterna. Além disso, era clara e pura, acima de todas as formas terrenas de água.

fonte::http://www.arcauniversal.com/mundocristao/estudos-biblicos/noticias/apocalipse-o-mar-de-vidro-14212.html



..... ◦ ◦ ◦  ◦ ◦◦ ◦

Observações por:   Blog Heavenly Heavenly


Todos os nossos atos e pensamentos não estão ocultos do Espírito de Cristo. Comumente dizem: "..de boas intenções o inferno está cheio". 

É oportuno a cada um de nós, que lemos este estudo, então examinarmos o nosso próprio coração, diante do Altíssimo Deus. Por amor da nossa alma, enquanto oportuno.


"Gloriai-vos no Seu santo Nome; 
alegre-se o coração 
dos que buscam o SENHOR.
Buscai o SENHOR e o Seu poder; 
buscai perpetuamente a Sua Presença.

L
embrai-vos das maravilhas que fez, 
dos Seus prodígios e dos 
juízos de Seus lábios,
vós, descendentes de Abraão, Seu servo, 
vós, filhos de Jacó, Seus escolhidos.
Ele é o SENHORnosso Deus;  
os Seus juízos permeiam toda a terra."
 [SALMOS  105:3-7].
... ◦ ◦ ◦  ◦ ◦◦ ◦
..... ◦ ◦ ◦  ◦ ◦◦ ◦ 





... ◦ ◦ ◦  ◦ ◦◦ ◦Livro - Estudo do Apocalipse 
http://www.arcacenter.com.br/livros/estudos-biblicos/estudo-do-apocalipse-volume-unico.html
..... ◦ ◦ ◦  ◦ ◦◦ ◦ 

Estudo do Apocalipse [texto042] O Estudo do Livro de Apocalipse O Arrebatamento de João

..... ◦ ◦ ◦  ◦ ◦◦ ◦ 

ESTUDO DO APOCALIPSE    O Estudo do Livro de Apocalipse  O arrebatamento de João  _texto 042



"Depois destas coisas, olhei, e eis não somente uma porta aberta no céu, como também a primeira voz que ouvi, como de trombeta ao falar comigo, dizendo: Sobe para aqui, e te mostrarei o que deve acontecer depois destas coisas.
Imediatamente, eu me achei em espírito, e eis armado no céu um trono, e, no trono, alguém sentado; e esse que se acha assentado é semelhante, no aspecto, a pedra de jaspe e de sardônio, e, ao redor do trono, há um arco-íris semelhante, no aspecto, a esmeralda. Ao redor do trono, há também vinte e quatro tronos, e assentados neles, vinte e quatro anciãos vestidos de branco, em cujas cabeças estão coroas de ouro.
Do trono saem relâmpagos, vozes e trovões, e, diante do trono, ardem sete tochas de fogo, que são os sete Espíritos de Deus. Há diante do trono um como que mar de vidro, semelhante ao cristal, e também, no meio do trono e à volta do trono, quatro seres viventes cheios de olhos por diante e por detrás.

O primeiro ser vivente é semelhante ao leão, o segundo, semelhante a novilho, o terceiro tem o rosto como de homem, e o quarto ser vivente é semelhante à águia quando está voando. E os quatro seres viventes, tendo cada um deles, respectivamente, seis asas, estão cheios de olhos, ao redor e por dentro; não têm descanso, nem de dia nem de noite, proclamando: Santo, Santo, Santo é o Senhor Deus, o Todo-Poderoso, aquele que era que é e que há de vir.
Quando esses seres viventes derem glória, honra e ações de graças ao que se encontra sentado no trono, ao que vive pelos séculos dos séculos, os vinte e quatro anciãos prostrar-se-ão diante daquele que se encontra sentado no trono, adorarão o que vive pelos séculos dos séculos e depositarão as suas coroas diante do trono. A visão do trono de Deus proclamando: Tu és digno, Senhor e Deus nosso, de receber a glória, a honra e o poder, porque todas as coisas tu criaste, sim, por causa da tua vontade vieram a existir e foram criadas." Apocalipse 4.1-11.
A partir do quarto capítulo, começa a parte profética do Apocalipse: "Depois destas coisas, olhei..." (Apocalipse 4.1). O que significa este "depois"?

Para que possamos entendê-lo, precisamos relembrar os três primeiros capítulos do Apocalipse, que tratam da Igreja do Senhor Jesus Cristo na Terra, e da Sua mensagem direta para ela, através das sete cartas.
Além disso, devemos recordar a ordem que o Senhor Jesus deu ao apóstolo João, dizendo: "...O que vês escreve em livro..." (Apocalipse 1.11).
Além de ter tido uma visão, o apóstolo João também ouviu o seguinte: "... como também a primeira voz que ouvi, como de trombeta ao falar comigo, dizendo: Sobe para aqui, e te mostrarei o que deve acontecer depois destas coisas" (Apocalipse 4.1).
Convém salientar que a mesma voz que João tinha ouvido na Terra (Apocalipse 1.10) é a que agora fala com ele no Céu. Sim, porque ele ouviu a voz do Senhor na Terra, como de trombeta, e em seguida foi arrebatado e se encontrou no Céu.

Na sua descrição, o apóstolo João ressalta o fato de que o seu Senhor é Quem o havia chamado. O seu arrebatamento é uma analogia daquilo que acontecerá com a Igreja, conforme ensina o apóstolo Paulo:
"Porquanto o Senhor mesmo, dada a Sua palavra de ordem, ouvida a voz do arcanjo, e ressoada a trombeta de Deus, descerá dos céus, e os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro; depois, nós, os vivos, os que ficarmos, seremos arrebatados juntamente com eles, entre nuvens, para o encontro do Senhor nos ares, e, assim, estaremos para sempre com o Senhor." 1 Tessalonicenses 4.16-17

João é chamado ao Céu por uma voz como de trombeta, da mesma forma pela qual a Igreja ouvirá uma palavra de ordem, tal como: "... Sobe para aqui, e te mostrarei o que deve acontecer depois destas coisas" (Apocalipse 4.1).
Portanto, em espírito, o apóstolo vê, figurada e antecipadamente, a Igreja glorificada no Céu, após o arrebatamento. É importante notar o constante uso da palavra "como", que serve para estabelecer um paralelo entre as coisas que João estava vendo no Céu e as da Terra.
A sua visão celestial, entretanto, não poderia jamais ser expressa com o vocabulário terreno, e, por isso, João aplicou a regra de estabelecer uma similaridade. É como se uma pessoa fosse nascida e criada na selva e, depois de adulta, fosse levada para a civilização.
Como poderia ela descrever o avião, por exemplo? Certamente o definiria "como um grande pássaro de ferro". A condição do apóstolo, no Céu, era semelhante a essa.
O arrebatamento de João é rápido e instantâneo, conforme ele mesmo diz: "Imediatamente, eu me achei em espírito, e eis armado no céu um trono..." (Apocalipse 4.2).

Isto está perfeitamente de acordo com aquilo que a igreja, ou o cristão, cuja qualidade é como a de Esmirna ou Filadélfia, irá experimentar com a volta do nosso Senhor.
Será em um espaço de tempo tão rápido, que o apóstolo Paulo assim descreveu: "num momento, num abrir e fechar de olhos, ao ressoar da última trombeta..." (1 Coríntios 15.52).
Em espírito, no Céu, João tem imediatamente a sua atenção voltada para o trono e para Aquele que nele está assentado. Este fato importante sugere a primeira coisa que devemos saber: o Céu é a habitação do Altíssimo, e Deus exerce absoluta autoridade sobre todo o universo.


..... ◦ ◦ ◦  ◦ ◦◦ ◦

Observações por:   Blog Heavenly Heavenly

"Por isso, irmãos, procurai, com diligencia cada vez maior, confirmar a vossa vocação e eleição; porquanto, procedendo assim, não tropeçareis 
em tempo algum.

Pois desta maneira é que vos será 
amplamente suprida a entrada no reino eterno 
de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.
[2 PEDRO 1: 10-11]
... ◦ ◦ ◦  ◦ ◦◦ ◦
..... ◦ ◦ ◦  ◦ ◦◦ ◦ 





... ◦ ◦ ◦  ◦ ◦◦ ◦Livro - Estudo do Apocalipse
http://www.arcacenter.com.br/livros/estudos-biblicos/estudo-do-apocalipse-volume-unico.html
..... ◦ ◦ ◦  ◦ ◦◦ ◦ 

Estudo do Apocalipse [texto041] Deus está dentro ou fora do seu coração?

..... ◦ ◦ ◦  ◦ ◦◦ ◦ 

ESTUDO DO APOCALIPSE    Deus está dentro ou fora do seu coração?  _texto 041



O Senhor Jesus quer recuperar os perdidos, mas eles precisam querer ser recuperados. Caso contrário, Deus não poderá fazer nada! O Senhor diz ainda:
"Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e cearei com ele, e ele, comigo. Ao vencedor, dar-lhe-ei sentar-se comigo no meu trono, assim como também eu venci e me sentei com meu Pai no seu trono. Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas.." Apocalipse 3.20-22.
No desfecho desta carta, o Senhor Jesus Se apresenta para a igreja corrupta como quem está do lado de fora. Como pode o Senhor da Igreja estar do lado de fora? Isto é possível?
Não só foi possível como também tem sido nos dias de hoje. É claro que nenhuma igreja vai se admitir nesta situação. Entretanto, tem acontecido em muitas delas! Desgraçadamente este é o quadro da Igreja do nosso Senhor hoje! Por isso, a igreja em Laodiceia profeticamente é a Igreja dos últimos dias.
Muitos estão dentro das igrejas como frequentadores, membros ou obreiros; outros fazem parte do coral ou têm alguma função dentro da igreja, mas ainda assim o Senhor Jesus permanece do lado de fora de suas vidas.

Trabalham com o desejo profundo de serem úteis ao Senhor, mas há muito O expulsaram do seus corações. O seu comportamento mostra quão nocivos têm sido à causa do Senhor, pois o seu mau testemunho tem bloqueado a entrada de outras pessoas no Reino de Deus.
O final de cada carta às sete igrejas registra uma promessa ao vencedor. É vencedor aquele que humildemente ouve e pratica a Palavra de Deus, custe o que custar, e não aquele que só faz parte ativa de uma igreja.
Os demônios têm feito muitas pessoas se iludirem com esse tipo de cristianismo, pois elas pensam que a salvação lhes está garantida pelo fato de fazerem algum trabalho na igreja.
Ora, os bispos não têm a salvação garantida, nem os pastores, nem os obreiros, nem os membros! A salvação precisa ser conquistada a cada momento da vida!
Como? Observando e praticando a Palavra de Deus! Portanto, o vencedor é aquele que se mantém praticante da Palavra de Deus até o fim!


..... ◦ ◦ ◦  ◦ ◦◦ ◦

Observações por:   Blog Heavenly Heavenly


Um dos maiores enganos destes últimos tempos, tem ocorrido com aquele que diz estar convertendo-se ao Senhor Jesus. Então, o pensamento de estar convertendo-se diante do decair em sua fé, aos seus olhos é compreensível e, permissível

Alguém poderá dizer: Onde está o engano, se sinceridade em converter-se? Sinceridade sem arrependimento e tampouco, sem compromisso? Também há os dizeres de que um homem e uma mulher de Deus não surgem da noite para o dia, são construídos diariamente, aos poucos...

Mas um só é o Espírito. E aquele que une-se ao Senhor Deus, também é um só espirito com Ele. Por isso, não é possível decair em sua fé, se houver esse vínculo com o Deus Altíssimo


"Porque, se viverdes segundo a carne, caminhais para a morte; mas, se, pelo Espírito, mortificardes os feitos do corpo, certamente, vivereis. Pois todos os que são guiados pelo Espírito de Deus são filhos de Deus.
[ROMANOS 8:13-14].
... ◦ ◦ ◦  ◦ ◦◦ ◦
..... ◦ ◦ ◦  ◦ ◦◦ ◦ 






... ◦ ◦ ◦  ◦ ◦◦ ◦Livro - Estudo do Apocalipse 
http://www.arcacenter.com.br/livros/estudos-biblicos/estudo-do-apocalipse-volume-unico.html
..... ◦ ◦ ◦  ◦ ◦◦ ◦ 

A 6ª Semana!.. Elos de Orações [Exemplo de sabedoria!]

..... ◦ ◦ ◦◦ ◦ ◦

 ... ◦ ◦ ◦  ◦ ◦◦ ◦Instruções


 25.8 a 31.8.2013!..... ◦ ◦ ◦  ◦ ◦◦ ◦


A 6ª Semana

Exemplo de sabedoria!


Um exemplo de sabedoria é alguém em constante oração. Sem interrupção alguma, porém num espírito resoluto, firme para com o Senhor Deus, que transparece em todo o seu proceder, sobretudo quando não está em oração. Observemos estas verdades eternas, para o bem de nossa alma, observemos: 


Também vi este exemplo de sabedoria debaixo do sol, que foi para mim grande. Houve uma pequena cidade em que havia poucos homens; veio contra ela um grande rei, sitiou-a e levantou contra ela grandes baluartes.

Encontrou-se nela um homem pobre, porém sábio, que a livrou pela sua sabedoria; contudo, ninguém se lembrou mais daquele pobre.

Então, disse eu: melhor é a sabedoria do que a força, ainda que   a sabedoria do pobre é desprezada, e as suas palavras não são ouvidas. [Eclesiastes 9:13-16].


A pobreza pode ser compreendida como humildade de espírito. E nos dias atuais, também como recursos insuficientes pra resolver um problema, uma dificuldade. Sendo estes recursos, tanto espirituais como materiais. Porém, se acontece uma busca sincera, é impossível que fiquemos sem a direção do Deus Altíssimo, para nossas vidas. 







"Tu, SENHOR, conservarás em perfeita paz aquele cujo propósito é firme; porque ele confia em ti.
Confiai no SENHOR perpetuamente, porque o SENHOR Deus é uma rocha eterna; porque ele abate os que habitam no  alto, na cidade elevada; abate-a, humilha-a até à terra e até ao pó."

[ISAÍAS  26: 3-5]



... ◦ ◦ ◦◦ ◦ ◦ ◦◦